26.12.07

"At last, a love story for adults"

"Se acreditas no amor à primeira vista, nunca deixes de olhar."
Falhei. Mais uma vez, deixei passar tempo demais até ver um filme. Desta vez, chama-se "Closer", estreou em 2004 e todos já o devem ter visto ou ouvido falar dele.
Depois de ver "Perto Demais" (na tradução portuguesa), questionei-me acerca da razão que levou a minha melhor amiga a, literalmente, enfiar-me o filme na mão e a dizer-me "fazia-te bem ver isto!". Confesso que não encontrei resposta. Mas isso também não interessa nada!
Acho que ao contrário dos típicos romances, aqui tudo é imprevisível. Como a vida, como o amor. Nem um nem outro isentos de culpa, de lágrimas, de dor e desilusão. É a prova de que quanto mais perto chegamos de alguém, maior a probabilidade de nos magoarmos. Mas valerá a pena viver as coisas de outra forma?
Este filme é ainda um grande choque de realidade, onde a fragilidade e o egoísmo das relações modernas, as caracteriza de forma intensa e chocante. Raras não são as vezes, em que encontramos alguém especial, alguém que vale a pena, e com quem se tem algo único, mas mesmo assim deitamos tudo a perder por um capricho. Uma tentação, algo efémero e que apenas nos oferece momentos de adrenalina, risco e satisfação.
A película marca por ser uma história de amor, sexo e traição como poucas, que cruza personagens comuns que vivem reviravoltas amorosas no meio de muita sensualidade. Outro resultado não seria de esperar com um elenco destes: Julia Roberts, Jude Law, Natalie Portman e Clive Owen.
“Where is this "love"? I can't see it, I can't touch it. I can't feel it. I can hear it. I can hear some words..."

7 comentários:

mik@ disse...

hum também ainda não vi o filme... mas não ando com muita disposição pra coisas românticas ou de amor. inda me vem a lagrimazita aos bigodes e isso é mau :) prefiro sorrisos.
kiss =^.^=

medusasss disse...

Essa musiquinha é daquelas de cortar os pulsos com a faca do doce... é muito bonita mas dá cabo de mim!
IIIIIIIII can't taaaaaaaaake my eyes off of youuuuuuuuuuu!
ui! Credo!
Descreveste muito bem o filme Leila*. Quando o vi fiquei meio abanada... as coisas andavam podres no reino da dinamarca.
Beijinhos!

Ruca! disse...

esse filme é forte. foge a tds os lugares comuns do 'bizarre love triangle' que neste caso até é um quadrado. é frio e pós-moderno ao máximo.

e o damien rice é mesmo como diz a medusasss, é para cortar o pulsito com faca de manteiga.

tá aí um novo mike nichols a sair.
andiamo?

bejo*

Dezperado disse...

Ai Natalie Portman Natalie Portman... lool *

Hydrargirum disse...

Olha eu ainda não vi esse filme:(

Depois do que escreveste e a somar ao que me tinham dito....

Eu ando sempre atrasado:(

Jinhos:)

miss gija disse...

é verdade, consegue destacar-se na parteleira do blockbuster ... é servido bem frio ...com essa música que nos empurra para cima de todos os acontecimentos da nossa vida...é o que diz a medusass. Parece que temos de fugir da melodia, se não ficamos eternamente em loop.

Anónimo disse...

Eu vi esse filme ha uns 2 anos e ainda hoje me lembro disto:

Love is an accident waiting to happen;
Desire is a stranger you think you know;
Intimacy is a lie we tell ourselves;
Truth is a game you play to win;
If u believe in love at 1s sight u never stop looking!

Exactamente. Grande Damien Rice :P

amo amo amo de morte esse filme e essas palavras que disseste descreveram maravilhosamente bem tudo aquilo que penso acerca do filme :)