22.11.07

Romeo e Giulietta - Parte II

Sábado
O despertador tocou às 8h da manhã. Lembro-me de pensar "C'um raio mas nem em Veneza posso dormir?", que rapidamente se transformou em "O quê?? Estou em Veneza?? Toca a levantar!!"
Apanhar o vaporetto, depois o comboio! Cheguei a Verona! Não foi bem como o Romeu e a Julieta, mas estive lá!
Depois de a D. (namorada do "room mate" do P.) se ter armado em turista, entrado num hotel e pedido um mapa da cidade à cara podre, lá partimos à descoberta daquela que para mim se revelou a grande surpresa da curta estadia em terras italianas.

Visitámos a arena (espécie de coliseu de Roma, mas de dimensões mais reduzidas e em melhor estado de conservação), a conhecida casa dos Capuleto (onde tirei uma foto à famosa varanda da Julieta) e as ruínas de um anfiteatro romano. Andámos o dia inteiro por todas aquelas ruas e pontes. Tive tempo para comer um crepe com chocolate vindo de uma fonte deliciosa (foto abaixo), e por fim, chegar ao ponto mais alto de Verona, o que foi fantástico. Não pelo frio que se fazia sentir, e que me matava o nariz ao ponto de achar que iria cair, mas sim pela vista fabulosa que daí se tem.

Curiosidades:
- A coima a pagar por não se ter o bilhete no comboio inter-regional para Verona, é de 50 euros. Os 2 amigos do P., tinham o bilhete, mas não o "picaram" na esperança de o usarem na volta. Azar dos azares, apareceu o "pica" e lá se foram 25 euros para o bolso do senhor, que comovido pelo inglês do casal, não lhes cobrou a coima na totalidade. Esperto!
- Na entrada da casa da Julieta, há uma estátua da moça, para que os turistas se coloquem junto à dita cuja, com uma mão no seu seio, e tirem fotos para a prosperidade. Existem ainda duas paredes, onde os casais mais apaixonados (outros nem tanto), escrevem dedicatórias, e juras de amor eterno!

- Se nós temos a EMEL (grrrrrrr), eles lá têm a ENEL!

Domingo
O Domingo foi um dia mais pacato, acordámos mais tarde, partimos em direcção a Murano (uma outra ilhota), conhecida pelas peças em vidro aí fabricadas, e fiz algumas comprinhas =) Da parte da tarde, apesar de quase nem sentir os pézinhos, e parecer uma "atrasadinha" a andar, conseguimos ainda ver alguns pavilhões da Biennale de Veneza, a Exposição Internacional de Arte.
Neste dia, foi a minha vez de fazer o jantar (massa massa massa), era a última noite por lá.

Curiosidades:

- Encontrei por lá dois diários gratuitos, o Metro (versão italiana do meu companheiro de viagem no Metropolitano de Lisboa) e o Leggo (réplica do nosso Destak).

Segunda-Feira

Regressei a Portugal a meio da manhã, era tempo de (e usando as palavras de Brama) sair do conto de fadas.

8 comentários:

medusasss disse...

óoooooo, que maravilha! Também quero! :)

mik@ disse...

ah bem divertido... tirando o gelo que devia estar na rua :P
tb queroooooooo

Hydrargirum disse...

É oficial o meu nome muda hoje para Hydra Montéquio!:)

Adorei estas fotos tb....e os teus relatos...quero o resto...
Tem de ser assim, pq nunca fui a Italia...e com tudo isto vais contribuindo para a minha formaçao desse Pais!:)

Helena de Troia disse...

Meu Deus que sorte, Italia deve ser lindo, tambem hei-de ir um dia :) Nao para escrever frases lamexas no muro da Julienta lol aahah.. gostei particularmente do destak e do metro lol do que te foste lembrar :P
adicionei-te no meu blog :):):)

Romeo disse...

Thx 4 coming. Adorei. Mas isso ja sabes, ou pelo menos assim o espero :) Baci

Mary disse...

inveeeeeeeeeja*

Ruca! disse...

anda um gajo a fungar com saudades de Itália e esta maria ainda vem espetar a faca um bocadinho mais fundo...

mas se trabalhasses numa agência de viagens vendias-me a viagem na boa! tou convencido.

ciao bella*

Brama disse...

Olá Leila, gostei de saber informações de Verona porque não conheci e vejo, pelo que referes e pelas fotos que é uma cidade bastante bonita. Por acaso, a foto com o rio faz-me muito lembrar Florença, tem algo de semelhante. Obrigado pela referência a mim próprio no final do teu post, gostei ... beijocas