15.6.08

Red Carpet

No outro dia à noite saía eu de mansinho com o carro da garagem quando... tcharaann!!! Um foco de luz enorme, aquelas coisas que parecem espanadores gigantes, projectores, carros, câmaras e toda a equipa de produção estava ali à minha frente! Era o meu momento de fama, pensei. Por instantes senti-me que nem uma estrela com toda aquela gente a olhar para mim, mas rapidamente percebi que a cara deles não era de bons amigos. Não era eu a estrela da noite, mas sim os meus faróis (do carro leia-se) que tinham acabado de "estragar" mais uma cena da nova novela da TVI "Destinos" cujos protagonistas são entre outros, a Rita Pereira e o meu prédio. O meu prédio escolhido por ter características invulgares, ser bem torneado e andar sempre discreto mas elegante passou a ser filmado vezes sem conta, de dia e de noite sem sequer ter direito a pausa para café ou retocar a maquilhagem. Quanto à Rita Pereira li ontem um artigo numa revista que me fez esboçar um sorriso:
Convidada para a antestreia de Sexo e a Cidade, a "actriz" Rita Pereira fez, naturalmente, por dar nas vistas. Trouxe um vestido decotado, lilás suficiente para destacar a milagrosa cor de mel de tudo o que se lhe escapava, e ao ver um microfone precipitou-se sobre ele. "Com qual das quatro personagens da série eu me identifico? Fácil: com a Samantha", disparou. "Tenho um bocadinho da Samantha, como tantas outras mulheres, embora a maioria não o admita. Mas eu admito sem pudores. Ela é muito gira e tem traços de personalidade fascinantes".
Acontece que a Rita não faz a mínima ideia do que está a falar. Primeiro, porque impregna a palavra "pudor" de uma conotação que lhe pode ficar muito bem na espuma semanal das revistas "de sociedade", mas vai saber-lhe mal quando um dia ela própria tropeçar num dicionário e decidir perceber o que significam as palavras que andou a utilizar quando ainda era bonita. Depois, porque não sabe quem é a Samantha, a personagem interpretada por Kim Catrall - e porque, não sabendo quem é a Samantha, também não sabe quem é Carrie, quem é Charlotte, quem é Miranda ou sequer o que pretende ser Sexo e a Cidade. (...)
Era tão simples ela ser bonita, seguir o guião e depois nestes momentos ficar calada. Ainda bem que o meu prédio seguiu o meu conselho mantendo-se até ao momento no anonimato.

12 comentários:

medusasss disse...

Não sei quem foi a jornalista que escreveu isso, mas foi a primeira vez que vi jornalismo mais sério, sem se babarem com as baboseiras do costume.
***

Leila* disse...

Pois Med e ainda te digo mais, não foi "a" jornalista... mas sim "o" jornalista Joel Neto :) que no meio do texto admitiu que era fã da moça não pelo seu talento enquanto actriz...(tinha de vir) e que teve pena de a ouvir dizer tamanha tolice.
***

any the one disse...

Moça, eu nem sabia quem era a moça (fui ver no google e já sei), mas não percebi a boca do homem. Terá a ver com alguma característica da moça que eu desconheço? É que, tendo em conta a personagem em causa, a Samantha, a mais libertina em termos sexuais, a frase da rapariga faz todo o sentido. Porque, como explica o dicionário, pudor: sentimento de vergonha ou timidez, resultante do que pode ferir a decência, a honestidade ou a modéstia; castidade; vergonha; pejo; seriedade; pundonor.

Quem me esclarece? lol

Leila* disse...

Any.. logo levo o artigo completo para leres vale? Estou certa que vais ficar esclarecida =)

kiss**

Mokas disse...

eheheheh demais....
oube lá Leila, tu trata-me bem desse prédio! Vê lá se lhe pagam bem hein!?

Helena de Troia disse...

ahahahaha estou a ver que o teu predio tem historia. Indianos com caril, novelas, rita pereira.. Sexo e a cidade. Pois, que filme.. QUE FILME!!!!!!!! :')

Quanto a especie de homem a que te referes, aqueles que nos deixam a ganhar pó, nao dizem que gostam mas tambem nao nos deixam gostar de outros.... pois eu tive um desses o ano passado, um ano de morrer.. e por isso nao o incluí na lista... sao aqueles que nao valem a pena ser mencinoados porque todas, mais cedo ou mais tarde, apanhamos um desses! Mas dps no fim quando o voltamos a ver, e vemos que nós somos tão mas tão melhores que eles, e no fim quando nos ficamos nos a rir.... aí sim, sabe bem :)

Paula disse...

Tu não tens pudor nenhum, em dizer estas coisas da moça?!!!
:)
Bjs!

mik@ disse...

eheheh és uma malvada... continua lá a estragar o trabalhinho deles que ainda te fazem uma espera.

hum... quanto à noticia fico um bocado reticente. normalmente o jornalista nao da a opiniao mas enfim... nas revistas vale tudo. e a bela da rita bem que se podia informar do ke vai falar antes de abrir a boca.

beijocas

Lux Lisbon disse...

Ahahah coitadinha da Rita! se calhar foi dos nervos...ou não...
:P

miss gija disse...

a moça está feliz, deixa estar..mas eu expulsava essa gente toda do prédio.

Ruca! disse...

a miuda é burra, não é preciso muito para percebê-lo.

mas também devo dizer que esse 'jornalista' parece um bocado ressabiado em relação a ela. pq será?

andas a ler as revistas eradas, isso n interessa a ng.

beizito**

Maria disse...

eu cá só te digo , cuidado com essas coisas de sexo e de pudores e de focos atrás do prédio e garagens e jornalistas com ele na mão (leia-se o microfone) **