11.9.08

Sí, cariño!

Parte III
Dificuldades em "agradar" no México
Estranho - Hola
Leila* – Olá
E - Hablas en español?
L - Não, mas entendo.
E - De Portugal?
L - Sim, Portugal.
E - Lisboa?
L - Sim.
E - Yo soy de Barcelona. Sabes?
L - Sim, conheço.
E - Como te llamas? English?
L - Leila*
E - Portugal?
L - Já te disse, sim de Portugal.
E - ahh e whatri is you namie?
L - Leila*
E - Mi nombre es Pascoal e estoy con mi tío.
L - hum (que bom para ti).
E - y su nombre?
L - GRRRRRRRRRRRRRR – Leila*
E - yo Pascoal e soy de Barcelona, sabes?
(cerca de 10 minutos depois, num estúpido diálogo repetitivo entre mim, ele - o papagaio - e a minha amiga, em que eu já bufava – e só me dava para rir - sabendo também que o moço festejava o aniversário e que a viagem até ao México tinha sido um "regalo" do tio)
L - PORQUE NÃO TE CALLAS!! Pah! “Hasta”!! (como disse a Miss Mosquito)
(vem o tio com cara de parvo, tão, mas tão parvo, perguntar se não queríamos jantar com eles – What??? Só rir!)
Notas:

- Se és homem:

  • Quando fores para um sítio destes onde há tudo incluído, leva ao pescoço uma bolsinha de plástico com o teu nome e o número do quarto, ou caso contrário, pinta na testa que também resulta, porque com tanta bebida vai fazer muita falta.
  • Escolhe sempre uma única língua para falares, principalmente se és espanhol e queres mostrar que sabes inglês.
  • Nunca convides as raparigas para jantar ou perguntes se querem beber algo. Lembra-te que tu não lhes estás a oferecer nada que elas também não tenham de graça (que é como quem diz, no TI). Habilitas-te a ouvir “Não obrigado, eu também tenho pés para ir buscar” ou “ Porquê? Vais pagar ou por na conta?”.

- Se és mulher:

  • Quando te perguntarem se tens marido (é a palavra que usam), filhos ou se estás só com amigas, arranja uma família bem numerosa, uma série de crianças para cuidar (eu tive gémeos e não sei) e um marido com dois metros de altura (caso não saibam os mexicanos são quase todos arraçados de anão).
  • Escolhe lugares estratégicos para te instalares na praia, bares e discotecas, de forma a poderes dar de sola rapidamente caso um troglodita anormal se aproximar.
  • Se te convidarem para fazer alguma coisa, sair, jantar ou dançar e não estiveres interessada, diz-lhes que sábado é que é. Sábado é sempre o dia da despedida, para copos e “misturadas”, principalmente para ti, que na sexta às 4 da manhã já estarás em Portugal.

10 comentários:

Mokas disse...

oh my god!!!!!!!!!!
AHAHAHAHAHAHAAHAHHAAAHAAH
muito mau... muito triste mesmo....

any the one disse...

Mas pelo menos foi simpático. Podia ter utilizado a frase típica espanhola para engate: "trabajas o estudyas?". O rapaz quis inovar e pronto, deu-se mal. E mais simpático ainda quando não sub-entendeu o teu "entendo" como o "entiendo" espanhol, que no fundo quereria dizer que és gay. O que, tendo em conta a cromisse do moço, até seria uma boa escapatória. :)

Joaquim disse...

Caso para dizer.. que Pascoal da Tanga... Oh Leila só te saem duques e cenas tristes.. lol..

Pascoal Pascoal Pascoal Pascoal.. disse...

Oh Leila só te saem duques e cenas tristes.. lol..

matt disse...

Leila filha.

O pécoxinho morreu. Tou no funinmyhead.blogspot.com agora.

bjs

matt

medusasss disse...

Pois... como eu compreendo!

Eu já dei a mãozinha a uma amiga e passei por lésbica só para me deixarem em paz! Não tenho qualquer pachorra para gajos bêbados!

***

Helena de Troia disse...

O que me ri a ler o teu dialogo LOL AHAHHAHAHA! que RIDICULOUS!

Paula disse...

Bem... Esse tipo, devia era levar com um diccionário de Português/Espanhol ou Espanhol/Inglês (a ver qual o maior) em cima, a ver se aprende... Chatinho...
:)
Bjs!

Ruca! disse...

dialogo muito desenvolto, gostei.

mas como é que disseste 'leila*'?

leila-asterisco? leila-estrelinha?

ricas férias, optimos relatos.:)

Marisa Caetano disse...

Excelentes dicas, vou guarda-las religiosamento, Kiss kiss